25 de julho de 2008

O Cavaleiro das Trevas

O maior receio de quem vai ver " O Cavaleiro das Trevas" é mesmo se todo este hype que se criou à sua volta, que leva a ficarmos quase rendidos com o filme mesmo antes de o ver, vale a pena ? A resposta só pode ser uma: vale bem a pena.

O filme é excelente, provavalmente será o filme, baseado em BD, mais conseguido de sempre, com um argumento fabuloso, recheado de grandes momentos, com um naipe de actores grandiosos e com interpretações do outro mundo.

O hype fortíssimo que nasceu à volta do filme foi por causa da fabulosa campanha de marketing montada em volta do mesmo, mas também pela curiosidade em ver a penúltima interpretação do grande actor falecido em Janeiro, Heath Ledger, interpretação essa que ficará, para sempre na história do cinema.

O Joker, a que Ledger deu corpo, é o vilão mais incómodo, mais esquizofrénico, mais psicopata, mais assustador ( só aquela voz e aquele olhar louco quase assusta) mais arrebatador de todos os filmes que já vi, sendo até superior de um Anthony Hopkins com o seu " Hannibal" em " O Silêncio dos Inocentes".
Desde a sua entrada em cena até
ao seu final, ele domina o filme ao seu bel-prazer, acabando por ser o grande vencedor da história. Há momentos do filme em que ficamos empolgados com a sua interpretação, por exemplo a sua entrada na reunião dos mafiosos, outros esses em que ficamos incomodados, como no interrogatório com o Batman e outros em que ficamos apenas rendidos ao seu imenso talento, como por exemplo na explosão do hospital. Tudo momentos fabulosos e que ficam na história, ficamos sempre com a sensação, quase de revolta, por saber que perdemos o imenso talento deste actor à custa de uma morte estúpida.

Mas, e é aí que reside o seu sucesso, o filme não se esgota na interpretação de Ledger, todas as outras interpretações são espectaculares, desde Christian Bale ( Batman), Michael Caine ( o mordomo de Batman), a belíssima Maggie Gyllenhall ( com uns olhos que fazem derreter o coração de qualquer super-herói...e não só ), Morgan Freeman, Gary Oldman, mas, principalmente, a interpretação surpreendente de Aaron Eckhart ( como Harvey Dent/Two Face).

O melhor elogio que se pode dizer sobre ele, é que é um filme que não me importava de o voltar a ver, quantas vezes o for preciso, para me deleitar com os grandes momentos de diversão que proporciona. Uma última palavra para o realizador Christopher Nolan, depois de ver os dois filmes de " Batman " e " The Prestige", tenho, urgentemente, de ver " Memento " e " Insomnia", mas posso dizer que já é um dos meus realizadores de cinema
favoritos, na categoria "Entretenimento" .

3 comentários:

Canochinha disse...

Menphis, subscrevo por inteiro a tua opinião. Tenho a certeza que vou rever este filme mais umas quantas vezes de tão bom que é :)

looT disse...

Filmaço!!!

Abraço

Carriço disse...

Dos Batman não sou um grande fã, mas não duvido que seja um grande filme. Sei que se fala mesmo de um Joker memorável. Um dia lá o verei. O que te posso dizer é que Memento é excelente. Ainda que tenha dúvidas acerca da sua inclusão na categoria "entretenimento".

Abraço