2 de junho de 2008

Fui desafiado...

Gosto que a vida me traga muitos desafios, gosto que me desafiem para ver até que ponto sou capaz de ultrapassar as dificuldades que vida nos traz. Acho que o maior desafio que me foi colocado foi mesmo, numa cama de um hospital, por terras de Eça de Queiroz, à 26 anos (...quase quase 27, como o tempo passa) pelos meus pais que me desafiaram a viver neste mundo, tentando ultrapassar as vicissitudes da vida. Pelo menos, penso que tenho cumprido, embora me falte vencer noutros campos, mas isso é outra coisa, provavelmente não tenho feito o suficiente para isso, ou digamos que ainda não fui suficientemente desafiado para tal...

O desafio foi-me posto pela Maria Del Sol, e é claro, não posso recusar um desafio feito por ela. Ele consiste em escrever uma frase o mais curta possível, na medida certa 6 palavras, que me tentasse definir, acompanhada duma imagem que reflectisse a minha vida.

A primeira definição que aqui aparece de mim, é que sou um rebelde sem causa, porque a frase que guia a minha vida não tem 6 palavras, mas sim 14, e duas virgulas, o que quer dizer que ainda existem coisas por resolvar na minha vida. Poderia tentar frases mais curtas e mais bonitas, mas como o desafio é dizer uma coisa que me define, eu, desde que li esta frase, não tenho feito outra coisa do que fazer o que ela me diz. E depois tenho que deixar a minha marca nos desafios que faço,outra característica minha.
A outra coisa é que a imagem é, de facto,
fraquinha, embora com uma vénia ao autor, mas eu não tenho um conhecimento de arte assim tão vasto como a menina Maria del Sol. Ou seja, quando digo fraquinha, digo que não tem a poesia da imagem da Maria Del Sol, mas tem muito de mim e até está bem desenhada.

Provavelmente, arranjaria uma imagem melhor mas como ela desafiou-me, não poderia estar eternamente à minha espera, e para não fazer uma pesquisa mais aturada, resolvi postar a imagem que tenho mais à mão. Outra das características minhas, sou muito indeciso, o que me leva a decidir muito tempo, ás vezes leva-me também a perder muitas coisas .Mas, prometo, que à medida que vou vendo imagens que me influenciem, eu vou postando por aqui. Aliás, tenho feito mesmo isso, tenho coleccionado imagens mas tenho de ter mais tempo para escrever.

Já agora, estão todos desafiados para fazerem o mesmo nos vossos blogs, ou nos comentários, quem quiser esteja à vontade.
Assim sendo, aqui fica a minha contribuição para o desafio.


" Procure viver de tal maneira que, ao morrer, até o agente funerário fique triste." - Mark Twain

Ilustração-Rui Ricardo

6 comentários:

Maria del Sol disse...

Sinto-me lisonjeada pelas tuas palavras e também pela rápida e brilhante resposta ao meu desafio. :)

O limite de palavras é relativo, tenho visto um pouco por toda a blogosfera pessoas a duplicá-lo sem encontrarem uma frase tão tocante como esta do Mark Twain. E também acertaste "na muche" com a ilustração, sou uma admiradora do trabalho do Rui Ricardo. Se não em engano a personagem em questão é o Paiva, da série de banda desenhada Superfuzz, que era publicada com o antigo jornal Blitz, e cujo álbum é religiosamente guardado nas minhas prateleiras. ;)

Menphis disse...

Brilhante resposta foi a tua ;) Eu poderia pesquisar melhor por uma imagem melhor, mas para que não ficasses eternamente à espera resolvi colocar a imagem do Paiva. E tenho de ver se encomendo à Devir esse mesmo livro, tenho saudades do Paiva, era uma personagem engraçada :)

looT disse...

Já me tinhas falado desta frase fantástica ;)

Eu também já fiz.
Ah e hoje comprei finalmente os bilhetes para o Oeiras Alive :D

Abraço

Menphis disse...

Loot - comprarei os bilhetes no fim do mês quando vier o abençoado Dia de S. Receber a dobrar :)

Depois temos de combinar como nos encontramos. Tenho começar a pesquisar as excursões para o Oeiras Alive. Já agora, vais só ao dia do Dylan ou vais a mais algum dia ?

looT disse...

Eu vou aos três dias :)

Se precisares de alguma coisa ao chegar cá é só dizeres. Vou-te enviar o meu telemóvel para o teu email.

Abraço

Nelumbo nucifera disse...

Tarda mas não falha... Voltei e também respondi a este desafio... Gostei da tua resposta e tenho a certeza que o agente funerário vai chorar ;)