16 de fevereiro de 2009


" Paris Je T´'aime " é um filme de momentos, uns maravilhosos, outros enternecedores, outros felizes, também tristes, alguns dispensáveis e outros com a sensação de saber a pouco.
20 curtas-metragens, de vários realizadores só podem dar origem a um filme um pouco desequilibrado, mas onde não damos por desperdiçar o nosso tempo.

Como pontos positivos, gostei especialmente dos adoráveis e enternecedores mimos, da curta-metragem do Walter Salles, dos vampiros com Elijah Wood, da história onde participa a Julliete Binoche, da curta burlesca dos Irmãos Coen, e, pois claro, da Natalie Portman sempre bela e fascinante.

Negativo, existem algumas curtas mais dispensáveis do que outras, mas, principalmente uma, a história da rapariga que tropeça numa pedra, cai e o rapaz que a ajuda a levantar e fica apaixonada por ela, já os " Morangos com Açúcar" devem ter usado muitas vezes, depois o final um pouco forçado em querer juntar as histórias todas .

Agora, maravilhosa é a canção de miss Leslie Feist


7 comentários:

Mojo Pin disse...

Vimos também há pouco tempo. Mas a da Natalie, da paramédica e o da mulher que ficou doente foram para mim os mais tocantes. Ainda há mais um ou dois mas sinceramente já não me recordo, nem dos resalizadores nem das histórias. Do mesmo produtor do filme Amélie não se podia esperar outra coisa*

wasted blues disse...

Também gostei da curta sobre a rapariga que vai tomar conta de um bebé, deixando o seu próprio bebé numa creche - http://mywastedblues.blogspot.com/2008/02/paris-je-taime.html

Carriço disse...

Acho que, com algumas variações nas «estórias» preferidas, chegamos ao mesmo: há umas três que são deliciosas, outra meia dúzia engraçada, mais umas poucas que se dividem entre o inócuo e o dispensável.
Tudo somado, gostei bastante!

Abraço

Pedro disse...

Confesso, acho que gostaria do filme. Faz-me lembrar uma liberdade que todos queremos ter. Gosto de me imaginar a sair e ir viver para fora, e ter esses momentos maravilhosos com esses amigos. Iria gostar de ver o filme!

Maria del Sol disse...

Gostei muito do conceito. E também destacaria a da Natalie e a da ama que deixa o seu filho em casa.
É uma bela homenagem à cidade que tenho urgentemente que visitar :)

Menphis disse...

Mojo - também gostei da história da paramédica, ficamos com um nó na garganta.

Wasted - A que falas é do Walter Salles e adorei a tua discrição. E já tinha visto essa tua referência no teu blog :)

Carriço - ora nem mais, tudo somado passamos bons momentos.

Pedro - Aconselho-te a ver, vais gostar.

Maria - Já somos dois :) Preciso de conhecer Paris, urgentemente.

LMS disse...

Esse é só o meu filme preferido! As histórias são uma delícia, os actores estão extraordinários, a banda sonora hummmmm... :)
Adoro!