12 de setembro de 2008

Um dia eles irão mudar o mundo



Os Rage Against The Machine foram proibidos de tocar numa manifestação de protesto contra o Comité Nacional Republicano, principalmente contra o seu candidato à presidência dos EUA, J. McCain, mas isso não os impediu de cantarem, mesmo a capella, mostrando que a sua música tem força suficiente para enfrentar quem quer que seja. O mundo precisa de mais Rage para que, talvez, ele um dia possa ser melhor para todos nós. Pelo menos com menos personagens como McCain a querer mandar nele .

1 comentário:

H4rdDrunk3r disse...

O zack é um profeta. Zack a presidente!