27 de maio de 2008

Pergunta ( nada) inocente .

Depois do apoio deste artista e depois desta promessa, quem será o próximo a se juntar neste circo de apoio à selecção ? Eu aposto neste(a)( riscar o que não interessa.)

12 comentários:

Canochinha disse...

Isto está a tornar-se um verdadeiro circo...

looT disse...

Já me fizeste dar umas gargalhadas hoje ;)

Menphis disse...

canochinha - um circo bem montado para distrair o pessoal. E o Euro ainda não começou...

mas nesta trupe eu não alinho.

Carriço disse...

Eu fico envergonhado com este lado da barricada, porque mostra que, infelizmente, ainda somos uns bons parolos. Eu queria ver as reacções a estas encenações se o treinador nacional fosse português. Enfim...
Pode ser que dentro do campo os jogadores consigam atenuar este sentimento.

Tânia disse...

Um pensamento bom, este...

Mas, como em todas as perguntas retóricas, o erro seria responder!!
(ao que nós chegamos...)

pipinha disse...

atenuar este sentimento...e fazer ver a muito boa gente do que serao capazes!! vi muito boa gente no euro 2004 a dizer q eram uns parolos a gozar com tudo e todos aqueles q apoiaram a selecçao mas na hora da verdade e bem quase la no fim do euro essas mesmo pessoas q criicaram tudo o q envolvia a selecçao a sofrerem muitooooo para que termina se o jogo com mais uma vitoria!!! deixemo nos de clubismos ...meus senhores!!!!!Ouço dizer que a selecçao nao interessa para nada ,mas ao mesmo tempo vejo os agarrados a televisao para ver quem o mister convocou.....enfim FORÇA PORTUGAL...farei parte desses parolos com muito gosto e orgulho!!!

Menphis disse...

( encolher de ombros )

" Fica bem esta franqueza, fica bem
E o povo nunca desmente
Que a alegria da pobreza está
Nesta grande riqueza de dar e ficar contente"
lai lai lai,

"No conforto pobrezinho do meu lar
Há fartura de carinho
Na cortina da janela ao luar
Mais o sol que bate nela" in Casa Portuguesa.

Será que está inscrita na Constituição que não podemos criticar tudo o que achamos mal nesta selecção ?

Não se aponta que é feio, e o menino pode levar umas reguadas, malandreco.

O burro, devo ser mesmo eu...( encolher de ombros que é o país faz quando vê os preços de tudo a aumentarem e não se pode fazer nada)

H4rdDrunk3r disse...

LOL linda resposta, Menphis... Agora fez-me lembrar o meu post do Big Brother, mas estiveste tão à altura!!

E mais, primeiro achei que este era mais um post sobre futebol e estive mesmo para fechar a página. Mas vi tantos comentários e lá fui eu espreitar as imagens. E sim... concordo contigo... Lindo!

Cristina disse...

Isto já começa a ser de mais... É que depois temos de levar com estas notícias (quem é que considera isto notícia!!) 1000x, mais com os programas sobre a selecção e os seus jogadores, mais com as figuras públicas a falarem do que a selecção pode fazer... Haja paciência!

Quem viu a conferência entre o Nani e o Cristiano Ronaldo? Se não viram, evitem ver; se pretendem mesmo sofrer, vejam aquela estupidez (teve direito a quase 10mints de telejornal!)

Portugal tem, neste momento, tantos problemas para resolver e as tv's não são capazes de fazer melhor do que encher chouriços com a Selecção.

desnorteada disse...

looool! ó menphis, o que ri à custa disto! Mas, sabes, concordo plenamente com a cristina... eu vi essa lamentável CI.. fiquei com vergonha... aliás ando envergonhada com o país que temos! Mas enfim... é o que há! Mais vale fazer cm o menphis:

"Fica bem esta franqueza, fica bem
E o povo nunca desmente
Que a alegria da pobreza está
Nesta grande riqueza de dar e ficar contente"
lai lai lai,"

LOOOOL!

É que "quem canta seus males espanta"! Já diz o povo e quanto a mim... BEM! ;)

Menphis disse...

h4rrdrunk3r - Quando li o teu post do " Big Brother" e quando falei da comunicação social ( no teu post seguinte) também estava a pensar nisto. O estado controla as pessoas desta forma. Aumenta o gasoil, mas as pessoas o que querem saber é que Portugal ganhe.Energia Positiva dizem os outros que pagaram 600 mil euros para ter acesso a reportagens exclusivas da selecção. Como te disse o livro de Orwell " 1984" e o " Admirável Homem Novo" de Huxley foram mesmo as obras que mais me ensinaram a compreender viver nesta sociedade. E cada vez são mais actuais.

cristina e desnorteada - vi essa CI que falaram no telejornal, e confesso, fiquei estupefacto com a reacção dos jornalistas, aquele gozo todo que lhes deram e não houve uma pergunta de jeito com aliás existe em TODAS as CI. Mas, depois li este artigo

http://bolanaarea.blogspot.com/2008/05/carta-aberta.html

e compreendi melhor. Parece que os 250 mil euros que o sr. seleccionador ganha, além de lhe permitir convocar mais de 50 % jogadores do seu empresário, permite-lhe escolher jornalistas para as conferências de imprensa. É a chamada "propaganda", já os romanos o faziam. Ou Pinochet que o sr. seleccionador confessou admirar muito. Pão e circo que o povo fica contente e não contesta.

Carriço disse...

Antes de mais, e para que ninguém me entenda mal, sinto muito os jogos da selecção, independentemente do que os rodeia. E é precisamente essa atmosfera envolvente que critico. Este circo das visitas do R.Leal e semelhantes. Isso e o facto de darem cobertura a momentos parolos desses. Já que estamos numa de Casa Portuguesa, acrescento que há um verso que reza assim: Numa casa portuguesa fica bem
pão e vinho sobre a mesa
. Ora, estes senhores que se apressam a aparecer em frente às objectivas com oferendas ao seleccionador aparecem precisamente por isso: pão e vinho. Para o caso deles, visibilidade.
O clubismo nem para aqui é chamado, porque o que digo disto disse da cobertura da final da taça de Portugal - jogada pela minha equipa - com direito a acompanhamento da viagem da taça - sim, a taça, fisicamente falando - e directos irrelevantes.
E consigo dizer tudo isso e continuar a adorar futebol e a vibrar como uma criança. Seja com o meu clube, seja com a selecção. Tudo porque há muita coisa para além da bola.

Lobo Antunes, ao seu jeito duro e cru, disse um dia: Eu gosto desta terra. Nós somos feios, pequenos, estúpidos, mas eu gosto disto. Eu também gosto disto. Muito. Independentemente de.

Saudações