20 de maio de 2008

Um Rino nada amoroso

Tudo começou na quinta-feira passada. Dores, imensas, no corpo, congestionamento nasal pior do que a Ponte da Arrábida em horas de ponta, dores de cabeça, voz de fazer inveja a Johnny Cash, fraqueza, muita fraqueza. " Estás a chocar gripe !!! " clamavam a 7 ventos. " Toma 2 Ilvico, leite quente, cama, isso passa".
Sexta-feira, dores no corpo desaparecem, congestionamento nasal na mesma provocando dores na cabeça. Sábado,domingo e nada passa. Nariz incha, cabeça pesa, olhos de doente, lábios rebentados com se tivesse 40 graus de febre ( e o certo é que ela deve ter passado por mim, sem eu dar por isso) e aquele botãozinho no cérebro que diz on/off, sempre intermitente, porque temos de estar bons no trabalho. Mas mais off do que on. É altura da decisão. Otorrinolaringologia é a especialidade. Exame para aqui, exame para ali.

Diagnóstico final: Rinossinusite .

Solução: caixas de antibióticos, aplicadores nasais, água do mar esterilizada e " temos de descansar porque amanhã tenho de estar pronto para o trabalho" .


E a vontade de nada fazer continua...

5 comentários:

Hugo disse...

Isso não está fácil... espero que esse arsenal de antibioticos e afins resulte! As melhoras!

pipinha disse...

upps pelo menos tens uma doença com um nome todo catita lol......tava a brincar as melhoras fica bem.....

H4rdDrunk3r disse...

que sintonizados que estamos :/

Menphis disse...

Parece que o mal já lá vai. Agora são apenas umas pequenas tonturas, momentâneas,que, segundo me parece, tem origem nos antibióticos fortes que tomei Amanhã já acabo com eles e depois regressar à vida normal.

looT disse...

Com esse nome parece um vilão do homem aranha :S