15 de novembro de 2008

Umas cócegas à melancolia

Com o Outono vem o frio, com o frio vem a melancolia, com a melancolia vem a necessidade de aconchego. Um cachecol à volta do pescoço, uma bebida quente, um caminhar sobre as folhas amarelecidas caídas no chão, um sorriso largo, um olhar doce, um aceno ternurento, umas palavras inspiradoras, um livro de encantar, uma música suave, um filme, são coisas que nos aconchegam.

"Once" é um maravilhoso filme que consegue fazer umas cócegas à nossa melancolia, levando-nos a espreguiçar um sorriso demorado e a suspirar.
Duas vidas que se encontram no meio da rua, dois caminhos que se cruzam, a paixão através da música, os sentimentos que ficam por completar, uma pergunta que fica no ar: quantas vezes encontramos a pessoa certa ?
Com uma banda sonora grandiosa, que até foi consagrada por Hollywood ganhando um Óscar, este filme independente é um verdadeiro hino às coisas simples, sendo a prova que não é preciso muito para obter um filme cheio de emoção e beleza.

Guardo-o para ver sempre que esteja melancólico, na certeza que o acabarei de o visionar sempre da mesma maneira: a sorrir.



espreitem o myspace da banda sonora e o trailer do filme .

4 comentários:

looT disse...

Estou a ver que só a mim é que me falta ver este filme :(
Eu gostei muito da música que ouvi :)

abraço

Maria del Sol disse...

É curioso, mas este também foi um dos filmes que, há um mês atrás, marcou minha viragem para a "mood" outonal. É lindíssimo. :)

Cristina disse...

Por acaso, esta é mesmo aquela fase em que nos pomos a ver os filmes mais deprimidos e tristonhos. Acho que é um reflexo do tempo murcho que nos rodeia.

Eu, então, tenho uma tendência para estar mais sensível/chorona que irrita só de ver lol

wasted blues disse...

Adorei este filme. Simples, belo, melancólico. Parece tão pouco e é tanto.