4 de outubro de 2008

Uma estupidez deliciosa


O filme dos Irmãos Cohen é um verdadeiro exercício de como a estupidez, além de ser um coisa verdadeiramente cómica, poderá ser um drama. Passo a explicar, o filme " Destruir depois de ler", poderá sempre ser visto através de duas leituras completamente antagónicas: será uma comédia de pessoas idiotas ? ou um drama de personagens solitárias ? é claro que a tentação é ir logo pela comédia, os risos que vamos dando ao longo do filme são imensos, tem tiradas divertidissimas, diálogos fabulosos, mas à medida que começa a caminhar para o seu epílogo, podemos pensar que aquela trapalhada toda, que acontece por causa de um cd perdido e por um mal-entendido, também poderá ser visto como um drama onde várias pessoas lutam pelos seus sonhos e a solidão está presente em todas elas.

Quanto a interpretações, todas elas espectaculares, tenho de destacar a imensa versatilidade e classe de George Clooney, provavelmente a personagem onde existe o maior binómio idiota/solitário, mas o maior destaque, merecidamente, acaba por ser mesmo para Brad Pitt numa interpretação completamente irreconhecível, num estilo completamente doido, onde interpreta um personal trainer burro como uma porta, acabando por ser o maior responsável, e vitima, de todo este imbróglio todo .

Aqui fica o trailer e o meu conselho: vejam-no


1 comentário:

Carriço disse...

Lá ando eu a tentar arranjar um tempo para espreitar esse filme. O problema é que estamos a entrar naquela fase da muita oferta. Já há muitos que quero ver, outros estão mesmo para estrear. Vai-se acumular muita coisa!

Abraço!