27 de outubro de 2008

É um outono que não é outono


É um outono que não é outono.
Tampouco a estação por que se espera
Na dor de nos deixarem ao abandono
As ninfas que são flores na primavera.

No entanto nas coisas o segredo
De uma só alma põe a sabedoria
Dando à terra repouso no arvoredo
De que o cedro é a sagrada biografia.

Natália Correia

5 comentários:

Carriço disse...

Com a vista do Palácio e um bocadinho de sol é sempre difícil pensar no Outono. Mas parece que as temperaturas vão mesmo começar a cair e, dessa forma, talvez as folhas sigam o exemplo.

Seja como for, venha quando vier, bom Outono!

Abraço

cube disse...

por cá já é Outono já!

Menphis disse...

Agora sim, é um Outono verdadeiro. Mas no fim de semana foi mais Primavera, até deu para andar de calções :)

Maria del Sol disse...

Sim, veio de repente e em força, esta segunda-feira. Mas até me soube bem estrear a roupa invernosa. :)

Tânia disse...

Tânia em versão Malato: Ai que eu já fui tão feliz nesse jardim...
Saudades :)