30 de março de 2012

" A Casa do Silêncio"

Há algo nos livros de Pamuk que me completa e faz com que o autor turco seja um dos meus escritores favoritos. Em todas as obras que li dele, e com este é já a quinta, contemplei sempre a sua leitura com agrado e demorando-me com todo o prazer que se tem quando se lê um livro que agrada.

Aquela doce melancolia sempre presente em cada página, a descrição poética e apaixonada de Istambul que nos faz sonhar visitar aquela cidade, a maneira subtil como o autor nos envolve, além de estórias bem construídas e melhor resolvidas, quando escolho ler uma obra de Pamuk, sei o que vou encontrar e também sei que ficarei sempre satisfeito e mais completo quando termino a sua leitura.

" A Casa do Silêncio" não foi excepção, o livro, narrado de forma polifônica, conta a estória de uma casa habitada por duas pessoas, Fatma, uma amarga idosa com 90 anos com um segredo que a atormenta, e o seu submisso empregado anão, Rédjep, que é visitada pelos seus três netos despoletando uma série de acontecimentos na vida de todos desembocando num epílogo trágico.

Pela minha parte a leitura das obras de Pamuk não terminam por aqui, a todos aconselho uma leitura das suas obras, podendo mesmo começar por esta, porque a verdadeira literatura é feita de livros como este.

5 comentários:

tonsdeazul disse...

Tenho este na lista dos livros a comprar do autor. Este e mais dois, "O meu nome é vermelho" e "O museu da inocência", muito embora o último dele também me esteja a tentar, "O romancista ingénuo e o sentimental".
Boas leituras e tens mesmo de conhecer Istambul! ;)

Menphis disse...

" O Museu da Inocência" é o livro que mais gostei dele, é mesmo fantástico, não sei se leste a minha critica no "Estante de livros", eu adorei-o. Quanto ao "O meu nome é vermelho" também me interessa muito, mas aquele que mais me interessa é a " Neve".

tonsdeazul disse...

Sim li Menphis! A tua opinião e a da Paula (Viajar pela leitura) contaram muito para eu ficar com o livro debaixo de olho. ;)
Penso que vou apostar nele como próxima compra.
Também já li e ouvi falar muito bem desse, "Neve".
Um abraço

Madrigal disse...

e por qual começar? Gostava de experimentar :)

Carriço disse...

Eu tenho "neve" há imenso tempo na estante e... nada. Um dia destes vou aceitar a tua sugestão e lanço-me à coisa.

Abraço