2 de janeiro de 2011

Do acreditar


Fotografia do livro " Um casa na Escuridão" de José Luís Peixoto

4 comentários:

desnorteada disse...

eu também costumava acreditar... :P

Carriço disse...

Eu acredito que há pouca coisa que o amor não seja. Para o bem e para o mal.

Grande abraço

Menphis disse...

Eu já não me lembro o que é acreditar :P mas do que tenho lembranças é que, apesar de tudo, vale a pena acreditar.Sempre.

tonsdeazul disse...

O meu livro não tem estas belas palavras iniciais.
Por vezes dá vontade de comprar as novas edições dos livros que tanto gostamos.
Aconteceu-me isso com a edição que saiu agora do "D. Quixote". Eu tenho a da editora Relógio de Água, mas esta da Bertrand também é bem bonita:
http://www.bertrand.pt/catalogo/detalhes_produto.php?id=277396. ;)
Boa leitura! :)