20 de outubro de 2011

Coisas para as quais já não tenho muita pachorra ( II )

-A incapacidade do Vítor Pereira de mexer na equipa durante o jogo. ( substituições acertadas só aconteceram em dois jogos, Vitória de Setúbal e Shaktar ) E depois não coloca os jogadores que mais parecem estar em forma, apostando sempre nos mesmos.


- Guarin :Os passes confusos, a falta de agressividade na disputa dos lances ( que tem a haver com a soberba com que parece entrar para os jogos) e a incapacidade, física e mental, de demonstrar o mesmo valor do ano passado.


-  Uma equipa sem chama, completamente desmotivada e sem alma. Jogadores-chave, como Moutinho, Álvaro e Rolando em baixo de forma, e o Hulk não pode resolver tudo. Até dá pena ver o Kléber correr de um lado para o outro sem ajudas, principalmente do meio-campo.


Conclusão: o crédito do Vítor Pereira está-se a esgotar e a caminhar perigosamente para o fim.

3 comentários:

Hugo disse...

Concordo com tudo... espero que os próximos jogos tragam melhorias... o Guarin precisa de passar uns tempos no banco. E o Vitor Pereira tem que refazer a disciplina de substituições do curso de treinador... que acho que ele não passou a essa!
Eu apostaria em Fernando-Defour-Belluschi no meio para o próximo jogo. E é preciso mais garra, mais vontade de vencer. Estar empatado desde o minuto 19 e praticamente não criar uma oportunidade não pode ser!

Carriço disse...

Onde é que se assina?

Abraço

Menphis disse...

uma coisa é certa: enquanto o FCP não perder para o campeonato, ou andar pela frente da classificação, não aceito em que falem em "crise".Mas é melhor alterar agora o que está mal.Como diz o povo, mais vale prevenir do que remediar.