8 de abril de 2009

Ainda dá para sonhar


Não sou aquele adepto frio, eu chamo-lhes de desmancha-prazeres, que diz sempre " vamos ter calma, ainda não passamos, blá blá blá", sou um adepto que tenho emoções descontroladas e eufóricas( o soco quase masoquista na parede aquando do golo do Mariano é, apenas e só, a justificação do que eu afirmo...) quando vejo a minha equipa a fazer um exibição como aquela que fez nesta 3ª feira. Embora seja quase sempre comedido nos festejos, e até porque ainda não ganhamos nada e ainda estamos a tempo de sermos esmagados e goleados como muita gente andava a dizer por aí, confesso que, por mim, hoje teria festejado este empate como se tivéssemos ganho o troféu. Porque o respeito e admiração dos outros por nós, conquista-se através do trabalho, com muito sangue, suor e lágrimas.

No verdadeiro Teatro do Sonhos, o FCPorto foi um verdadeiro poema em honra ao orgulho que os seus adeptos têm em amar aquela camisola azul e branca.
Continua a ser um ORGULHO imenso ver esta equipa evoluir esta época,composta por bravos jogadores, por um treinador que merece todo o nosso aplauso, tirando-a quase no fosso onde estava a entrar, levando-o a altos voos cheia de personalidade.

A todas as injustiças, a todas as ratoeiras, a toda a tacanhez e pobreza de espírito, esta equipa, silenciosamente e passo a passo, responde com categoria e com autoridade no local onde poucos lhe podem fazer frente: no campo.

Não sei onde este FCPorto vai parar, sei que
contra todos os Platinis, e não só, desta vida, esta equipa dá-nos o caminho livre para continuar a sonhar. Dia 15 lá estarei, para que o nosso sonho ainda continue.

O orgulho de ser portista, esse, terei até morrer.

3 comentários:

Hugo disse...

É lindo ver o Porto jogar assim! Agora só precisamos de outra exibição como esta para a semana, e um bocadinho da sorte que protege os campeões para seguirmos para as meias-finais.

susana disse...

uff!!! disseste tudo. orgulho de ser portista!

catarina disse...

;')

orgulho nisso, homem;)

[mas não resisto a acrescentar: eu não vos disse? eu não avisei que o Jesualdo era um treinador de grande categoria que ainda nos iria fazer muito felizes? diacho... ninguém acredita em mim..:))]